Há uma frase da qual gosto muito que diz que o importante é sermos incentivadores de pessoas, porque o mundo já tem críticos demais. Isso é fundamental em todas as fases da vida, mas na maternidade é ainda mais. Os efeitos da falta de apoio ou da presença de pessoas tóxicas, negativamente críticas e que mais nos apontam o dedo do que nos apoiam são nefastos quando da chegada dos nossos filhos, especialmente no pós-parto, o puerpério. O que precisamos enquanto mulheres é de pessoas que nos fortaleçam emocionalmente, nos ofereçam ombro para escuta não julgadora, nos protejam de pessoas abusivas e estimulem o nosso olhar e comportamento em direção ao nosso próprio empoderamento. E não se pode confundir nada disso com controle, afinal de contas, apoio não é barganha, não é oferecer ajuda em troca de seguir aquilo que outra pessoa considera melhor.

Portanto, cerque-se de pessoas positivas, com comportamentos assertivos, solidárias, empáticas e justas. São elas que saberão te olhar e ver a sua dor, acolher as mudanças da sua vida e te fortalecer em momentos de crise. Fuja das pessoas julgadoras, negativistas, que estimulam o pânico, que estão mais preocupadas em terem a própria opinião ouvida do que ouvir as suas dificuldades. Não existe um país das maravilhas, mas se ele existisse, seria composto por mulheres mães bem acompanhadas, fortalecidas e cuja maternidade não seria um ato compulsoriamente atribuído a elas, mas a todas e todos deste tal país.

*******

Parte do meu trabalho é apoiar mulheres nas mais diferentes questões das suas vidas: maternidade, educação sem violência, empoderamento, fortalecimento, carreira profissional, desenvolvimento científico. Sou Mestra em Psicobiologia pelo Departamento de Psicologia e Educação da USP, Doutora em Ciências/Farmacologia pela Universidade Federal de Santa Catarina e Doutora em Saúde Coletiva também pela Universidade Federal de Santa Catarina, com foco na saúde das mulheres e das crianças. Se você precisa de apoio e orientação, mande um e-mail para ligia@cientistaqueviroumae.com.br que eu te explico como funciona a MENTORIA E APOIO MATERNO.unsp

Cursos Cientista que virou mãe