/ PIXELS / / PIXELS /

FINANCIE

MÃE E PAI É QUEM FAZ OU QUEM CRIA? O QUE A JUSTIÇA BRASILEIRA TEM CONSIDERADO SOBRE ISSO.

MÃE E PAI É QUEM FAZ OU QUEM CRIA? O QUE A JUSTIÇA BRASILEIRA TEM CONSIDERADO SOBRE ISSO.

Até muito pouco tempo atrás, mãe e pai eram um só. Ponto. Não existia, por exemplo, a possibilidade de uma criança, fruto da união de duas mulheres (gerada com esperma de um doador), ser registrada pelas duas mães. Nos últimos anos, porém, passou a existir o reconhecimento por parte do Supremo Tribunal Federal da pluralidade e da diversidade parental, aceitando a concomitância da parentalidade afetiva e biológica e levando em conta um perfil familiar mais plural e aberto. Nesse sentido, algumas cortes no país já autorizaram o registro de crianças com três mães, duas mães e um pai, ou dois pais e uma mãe, em situações que desafiam a normatividade. É sobre isso que esse texto pretende tratar: sobre as novas relações de parentesco e sobre a quebra da normatividade. APOIE-O E TORNE-O POSSÍVEL!

FUNCIONA ASSIM:

Você apoia com o valor que quiser apoiar. Quando atingirmos o valor mínimo, você recebe o texto em seu e-mail e ele é publicado no site, para acesso de todos. Você contribui com a produção de informação independente, ajuda a remunerar uma mãe escritora e ajuda a manter a plataforma funcionando! É financiamento coletivo, de alguns para todos. Clique em FINANCIAR e apoie!