/ PIXELS / / PIXELS /

FINANCIE

CULPA MATERNA? NÃO, OBRIGADA.

CULPA MATERNA? NÃO, OBRIGADA.

Há um ditado que eu nem sabia que era popular, mas que foi dito e repetido inúmeras vezes por amigas próximas depois que tive minha filha: "Nasce uma mãe, nasce a culpa". Será que precisa ser assim? Será que a maternidade precisa ser um constante arrastar de correntes? É fato que ao longo de nossas vidas como mães vai haver tropeços ou escorregões. Somos falíveis como seres humanos em toda as áreas de nossas vidas. Por que com a maternidade seria diferente? Que tal aprendermos a nos perdoar quando, por exemplo, -achamos que- erramos, acontece um acidente com a cria ou trabalhamos demais? Por que a culpa materna é tão reforçada? O que há por trás disso? Como transformar esse sentimento? APOIE ESTE TEXTO COM QUALQUER VALOR E AJUDE A PRODUZIR INFORMAÇÃO PARA MULHERES MÃES!

FUNCIONA ASSIM:

Você apoia com o valor que quiser apoiar. Quando atingirmos o valor mínimo, você recebe o texto em seu e-mail e ele é publicado no site, para acesso de todos. Você contribui com a produção de informação independente, ajuda a remunerar uma mãe escritora e ajuda a manter a plataforma funcionando! É financiamento coletivo, de alguns para todos. Clique em FINANCIAR e apoie!